top of page
  • Foto do escritorFabrício Girão

Crescendo: compartilhar histórias e sarar feridas

O AD teve a oportunidade de conversar com o brilhante time de heróis e diretores da nova série documental do Disney Plus, incluindo Brie Larson e Yara Shahidi.

Divulgação/Disney Plus

Como parte das comemorações do Disney Plus Day neste ano, o Disney Plus estreia nesta quinta-feira a série documental Crescendo. Com criação da atriz Brie Larson e da produtora Culture House, a produção explora as histórias reais de superação, resiliência e autodescoberta de 11 jovens adultos. Em cada episódio, eles mergulham em suas experiências pessoais e exorcizam traumas, medos e inseguranças que experimentaram quando eram adolescentes.


As discussões apresentadas por Crescendo são extremamente ricas, e a série trabalha muito bem assuntos complexos como depressão, capacitismo, perfeccionismo e racismo. A produção apresenta seus personagens, os jovens Alex Crotty, Clare Della Valle, Isabel Lam, Amiri Nash, Athena Nair, Sogia Ongele, Emily Flores, Sage Dolan-Sandrino, Gavin Amerson, Vanessa Ayree e David Puma como heróis, porque eles de fato o são, superando todos os obstáculos e dificuldades impostos a eles.



Como tentativa de deixá-los mais confortáveis em compartilhar suas histórias, todos foram reunidos em uma roda de conversa mediada por Brie Larson, que também dirigiu esse segmento. Nesse espaço, eles relataram suas experiências e encontraram apoio uns nos outros, percebendo que muitos dos sentimentos que eles guardavam dentro de si eram compartilhados com os demais.


"O momento com todos eles juntos naquela sala era desde o início um aspecto muito importante e um elemento central da série. Você nunca sabe qual será o resultado dessa alquimia. Eles vão se sentir desconfortáveis? Será que eles vão se dar bem? Para mim, esses dias que passamos juntos foi a maior diversão que já tive em um set em toda a minha vida. Foi a experiência mais transformadora, amável e divertida", comenta Brie Larson, que também assina a produção executiva de Crescendo.


Divulgação/Disney Plus

O poder de compartilhar


Ainda que aborde temas diversos ao longo de seus dez episódios, há uma ideia central que interliga todas as histórias abordadas em Crescendo: a convicção de que compartilhar experiências não só pode ajudar outras pessoas que estão passando por coisas semelhantes, mas é parte fundamental do processo de cura.


Nicole Galovski, showrunner e diretora, relembra como essa temática da coragem de externar sentimentos é importante. "Em seu episódio, Alex conta como reuniu a coragem para contar para a mãe como estava se sentindo. Tenho pensado muito nisso, nesses dez segundos de coragem para contar para alguém como você está, e que podem ser transformadores", ela declara.


A diretora Smriti Mundhra concorda, e acrescenta: "Para mim o mais extraordinário foi perceber o poder imenso e transformador da vulnerabilidade humana. Vivemos em um mundo em que existem muitas histórias sobre super-heróis, coragem e demonstração de poder, mas o que vimos nos nossos heróis enquanto as filmagens estavam acontecendo é o quanto o mundo pode mudar quando alguém expressa em palavras aquilo que o deixa vulnerável".


Divulgação/Disney Plus

O que dizem os heróis


Quando perguntamos aos protagonistas de Crescendo como foi a experiência de se colocar em um lugar de vulnerabilidade, relembrar memórias muitas vezes dolorosas e contar histórias tão pessoais em uma plataforma global, eles foram unânimes: todos avaliaram o encontro como algo positivo, como declara Vanessa Ayree: "Foi como uma grande sessão de terapia. Você acaba ficando tão acostumado com sua história que poder sentar e ouvir as perspectivas de outras pessoas é ótimo".


"O que eu mais amei foi a oportunidade de poder contar minha história de uma forma que era muito pessoal para mim, mas que também se relacionasse com as histórias das outras pessoas. A maneira com que os diretores foram escolhidos também ajudou muito, eu e Yara [Shahidi] temos muito em comum", avalia Sofia Ongele.


Para Gavin Amerson, participar de Crescendo foi algo transformador. "Eu senti como se uma onda de alívio tomasse conta de mim. Eu achava que estava louco por sentir algumas coisas, mas tudo que eles compartilharam me fez perceber que eu poderia sim sentir isso [sentimentos conflitantes]. Agradeço muito por eles terem conseguido expressar isso em palavras", ele reflete.


Divulgação/Disney Plus

O impacto na equipe


Enquanto os jovens contavam suas histórias de superação e de autodescoberta, a própria equipe de produção foi impactada. Brie Larson confessa que não imaginava qual seria o resultado, e revela: "Eu carrego minha própria vergonha e coisas que me deixam insegura, e eu tinha curiosidade em saber o que aconteceria se nós falássemos sobre elas. Isso faria eu me sentir melhor? Foi um experimento de certa forma, e isso mudou as pessoas que participaram, não só os jovens, mas todos os adultos envolvidos na produção".


Trabalhando com Sofia Ongele, que defende a representatividade como forma de mostrar para as novas gerações tudo que é possível para o futuro delas, Yara Shahidi acabou refletindo sobre suas próprias experiências. "Se não fosse pela minha família e pelas muitas mulheres negras poderosas ao meu redor, abrindo espaços para mim, não acho que teria crescido com a confiança que tenho. É lindo fazer parte de um renascimento na mídia, focado em mostrar que há pessoas fazendo esse trabalho [de ocupar diferentes espaços] e que você também pode", ela comemora.


Divulgação/Disney Plus

Final feliz?


Mesmo sabendo que esses heróis ainda passarão por muitas experiências ao longo da vida, os episódios de Crescendo terminam com uma espécie de final feliz, mostrando como cada um triunfou em meio às adversidades. O diretor Elegance Bratton defende essa escolha: "Acho importante que as histórias terminem com um final feliz, porque crescer é algo maravilhoso que deve ser celebrado e, mesmo que as coisas sejam difíceis, é importante entender que temos a capacidade de lidar com essas dificuldades e brilhar".


Amiri Nash, um dos heróis, concorda: "Durante a adolescência eu não sabia que eu poderia ter um final feliz, e com a oportunidade de refletir a partir das histórias de todos, eu concordo que essa experiência pode ser algo positivo".



Como os próprios heróis bem sabem, encontrar esse final feliz é uma tarefa difícil, mas Sofia Ongele compartilha uma dica valiosa. "Busque apoio na sua comunidade, isso não é algo pelo qual você está passando sozinho. Ser honesto com as pessoas ao seu redor, seja família ou amigos, vai te fazer perceber que você tem o apoio necessário para descobrir quem quer ser", ela revela.


Para a criadora Brie Larson, o sentimento ao final da produção de Crescendo foi de pura gratidão. "Sou muito grata por termos encontrado 11 jovens incríveis e corajosos, que contaram suas histórias de forma linda e de maneiras que eu não sei se me sentiria confortável em contar. Estou empolgada para que as pessoas percebam que não importa o que elas estejam guardando dentro de si, não há vergonha alguma", ela declara.


Todos os episódios de Crescendo estreiam nesta quinta-feira, dia 8 de setembro, no Disney Plus.

1件のコメント


mateusbrsales
2022年9月08日

que texto maravilhoso, fabrício! bom demais saber dessa produção nova 💘

いいね!
bottom of page