top of page
  • Foto do escritorFabrício Girão

Cavaleiro da Lua tem Oscar Isaac brilhando em mais uma ótima adição ao MCU

Steven Grant é o protagonista da nova série da Marvel Studios no Disney Plus, que traz aventura misteriosa envolvendo os deuses egípcios.

Divulgação/Marvel Studios

Com mais de uma década de produções do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), virou praticamente uma piada dizer que alguma nova produção do estúdio é "diferente de tudo que ele já fez". Não ironicamente, a frase pode ser aplicada (pelo menos em parte) a Cavaleiro da Lua, que estreia no Disney Plus amanhã.



A nova série da Marvel, que terá seis episódios no total, traz Oscar Isaac no papel de Steven Grant, um cara normal que trabalha na loja de presentes de um museu, mas que possui um vasto conhecimento sobre a história dos artefatos exibidos ali. Steven é recluso, calado, muito na dele. Ele é muito cauteloso quando acorda depois de uma noite de sono, pois acha que tem problemas de sonambulismo.


É a partir desse personagem enigmático que a série constrói uma trama misteriosa, onde cada episódio funciona como uma nova peça de um grande quebra-cabeça a ser completado. O primeiro episódio, o melhor episódio de estreia entre as séries da Marvel no Disney Plus até agora, começa a apresentar uma história de origem diferente das demais já contadas pelo estúdio. Steven não entende exatamente o que está acontecendo com ele, e as explicações são mais complexas do que ele imagina.


Divulgação/Marvel Studios

Tom diferente


Não se enganem, Cavaleiro da Lua ainda é uma série da Marvel Studios. Todos os elementos que caracterizam o estilo do estúdio estão lá, desde o humor (ainda que mais pontual) até as cenas de ação (falaremos mais delas em breve). Só que ao mesmo tempo, Cavaleiro da Lua apresenta uma atmosfera de suspense e de tensão, ainda que mais leve, que a separa de outras produções da Marvel.


O principais fatores que contribuem para a construção desse clima um pouco mais sombrio são as atuações espetaculares de Oscar Isaac como o protagonista e de Ethan Hawke como Arthur Harrow, uma figura enigmática que possui uma ligação com Steven. Ethan Hawke intimida desde a primeira cena em que aparece, e a presença dele é uma força em praticamente todas as cenas com o personagem.



Nós temos vários casos de atores que combinaram perfeitamente com seus personagens do MCU, só que o Oscar Isaac leva isso para outro nível. Steven Grant possui Transtorno Dissociativo de Identidade, e quando a identidade de Marc Spector entra na jogada, é fenomenal assistir como ele troca, aparentemente sem esforço algum, entre Steven e Marc, de personalidades e trejeitos completamente diferentes. Com apenas um olhar, você já é capaz de identificar quem ele está interpretando.


Para que Cavaleiro da Lua funcione, era fundamental escolher um ator que pudesse dar conta de um personagem literalmente multifacetado. Como a dinâmica entre Steven e Marc está no centro da trama, ela precisaria ser executada com muita precisão, e Oscar Isaac entrega o melhor resultado possível em cada cena. Ele está simplesmente um absurdo de bom.


Divulgação/Marvel Studios

Visual deixa a desejar


Infelizmente, nem todos os aspectos de Cavaleiro da Lua funcionam tão bem quanto a atuação de Oscar Isaac e Ethan Hawke. Apesar de, em um primeiro momento, a série apontar que pode seguir em uma direção de coreografias mais elaboradas e uma abordagem mais prática para as cenas de ação, temos um excesso de uso de efeitos visuais em cenas de combate corpo a corpo, principalmente quando o personagem está com o traje. E aí fica óbvio que se trata de um boneco de CGI e não de um ator, o que acaba sendo bem decepcionante.



Ainda que tenham algumas ideias criativas que rendem quadros interessantes, explorados em alguns dos trailers, as cenas de ação acabam por ser a parte mais fraca de Cavaleiro da Lua. Não só os efeitos mal trabalhados atrapalham um pouco da experiência, como as coreografias de luta não apresentam nada de muito empolgante.


No fim das contas, os efeitos visuais na série não são de todo ruins, no geral. Khonshu, o deus egípcio da Lua, tem presença importante na trama e seu visual é muito bem trabalhado. Sem muitos spoilers, outros momentos que envolvem um uso mais intenso de efeitos visuais também são bem executados.


Divulgação/Marvel Studios

Novos rumos para o MCU


Com a rica influência da cultura e da mitologia do Egito e com um protagonista complexo brilhantemente interpretado por Oscar Isaac, Cavaleiro da Lua é uma das adições mais interessantes ao Universo Cinematográfico da Marvel. A série, ainda que dentro de suas limitações, explora uma temática mais sombria com ares de suspense e traz uma abordagem autêntica que a diferencia das outras séries do Disney Plus.



Cavaleiro da Lua

Ano: 2022

Direção: Mohamed Diab, Justin Benson e Aaron Moorhead

Elenco: Oscar Isaac, Ethan Hawke e May Calamawy.


Com Oscar Isaac entregando uma excelente interpretação como o protagonista, Cavaleiro da Lua é mais uma ótima adição ao MCU, mesmo que com alguns erros.

Comentarios


bottom of page