top of page
  • Foto do escritorFabrício Girão

Crítica: Toy Story 4 (2019)

Mudando a perspectiva da relação humano e brinquedo, a franquia entrega seu filme mais existencialista e prova que a história não havia se encerrado em 2010.


“O tempo vai passar, os anos vão confirmar, as três palavras que eu proferi..." Chegamos ao fim?


Eu não ouso dizer que Toy Story chegou ao fim, porque eu tinha certeza disso nove anos atrás, com o 3. E como você continua o que já foi encerrado com tanto carinho e perfeição? A resposta é simplesmente Toy Story 4. A culpa é nossa por acharmos que a história tinha terminado, porque Andy nunca foi o nosso protagonista, mas sim seus brinquedos. Toy Story 4 é, acima de tudo, existencialista. O que faz de mim um brinquedo? O filme coloca Woody em uma jornada emocional e pela primeira vez ele não está em função de outra pessoa, mas dele mesmo.


Toy Story 4 fala sobre descobrir a felicidade, e o caminho que ele usa pra que os nossos brinquedos favoritos saibam o que ela é, é muito bonito. O roteiro é extremamente cuidadoso, emocionante e faz bom uso dos vários personagens disponíveis. Betty é uma das melhores coisas do filme, cresceu muito nos anos que esteve ausente.


Garfinho, Coelhinho e Patinho são a fonte das maiores risadas durante o filme, personagens tão carismáticos que fazem parecer que os conhecemos desde 1995, que nem os outros. Isa Risadinha e Duke Caboom roubam a cena também. Gabby Gabby é uma incrível adição ao mundo de vilões de Toy Story, porque a forma com que sua história é conduzida não se parece com a de nenhum outro vilão da franquia.


O ato final, especialmente os últimos minutos, tem um tom tão emotivo quanto o de Toy Story 3, se preparem para as lágrimas (muitas MESMO). No fim, Toy Story 4 prova que os brinquedos mereciam mais esse arco e os fãs mereciam assistir mais uma excelente e valiosa história.


Toy Story 4

Ano: 2019

Direção: Josh Cooley

Elenco: Tom Hanks, Tim Allen, Annie Potts, Tony Hale, Keegan-Michael Key, Jordan Peele e Christina Hendricks.


Em Toy Story 4, Woody se torna protagonista de sua própria história em um enredo que brinca com a ideia do que é ser um brinquedo enquanto ensina sobre independência e felicidade.






Nota: 5/5

Comments


bottom of page